Você conhece a história do sorvete?

Você conhece a história do sorvete?

Saiba como surgiu um dos alimentos mais apreciados no mundo

Foi na China, há mais de 3.000 anos que teve origem o que hoje chamamos de sorvete. Os chineses utilizaram neve para congelar uma mistura à base de leite e frutas, mas foi ao compartilhar a técnica com os árabes que o sorvete começou a se transformar na delícia que temos hoje.

Antes de finalmente chegar no Brasil, o sorvete passou pelos grandiosos banquetes de Alexandre, o Grande, na Grécia. Nas conhecidas festas gastronômicas do imperador Nero, em Roma, e na França, marcando o cardápio do casamento de Catarina de Medici e Henrique II, onde sobremesas geladas foram servidas para a corte no banquete da cerimônia.

Assim o sorvete se espalhou pela Europa e chegou até os EUA, onde aconteceu a primeira produção em escala industrial do produto, 40 anos atrás, atualmente, os norte-americanos são os maiores fabricantes de sorvete do mundo.

No Brasil, os cariocas foram os primeiros a experimentar a delícia gelada que vinha ganhando o mundo. Em 1834, o navio americano Madagascar, vindo de Boston, aportou na cidade do Rio de Janeiro com cerca de 200 toneladas de gelo em blocos. O objetivo: fazer muito sorvete.

Como naquela época não havia como conservar o sorvete depois de pronto, as sorveterias anunciavam a hora certa de tomá-lo, causando alvoroço na cidade. Até as mulheres, que então eram proibidas de entrar em bares, cafés e confeitarias, resolveram quebrar o protocolo e fizeram fila para experimentar a novidade.

O sorvete começou a ser distribuído em escala industrial no país em 1941, quando nos galpões alugados da falida fábrica de sorvetes Gato Preto, no Rio de Janeiro, instalou-se a U.S. Harkson do Brasil, a primeira indústria brasileira de sorvete.  Seu primeiro lançamento em 1942 foi o Eski-bon, seguido pelo Chicabon. Dezoito anos depois, a Harkson mudou o seu nome para Kibon.

Os anos se passaram e o sorvete caiu mesmo no gosto do brasileiro. Segundo a Associação Brasileira de Indústrias de Sorvete (ABIS), em 2006 tivemos um consumo de 507 milhões de litros. Mas, apesar do aumento do consumo, a taxa em torno de 2,7 litros por pessoa ao ano ainda é baixa, se comparada com outros países de clima frio ou com a Nova Zelândia, campeã da lista. Por lá a média ultrapassa 26 litros por habitante.

Para incentivar o consumo de sorvete o ano todo e não apenas no verão, a ABIS instituiu o dia 23 de setembro como o Dia Nacional de Sorvete. Se você é fã da guloseima, fique atento ao calendário e aguarde, pois a cada ano a Chiquinho Sorvetes promove uma ação especial para celebrar este dia!

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário
Seu endereço de e-mail não será publicado. *